texto

Para amar a Si mesma

Para amar a si mesmo a atitude mais importante é parar de se criticar. Quando você diz constantemente a si mesmo que é ótimo, não importa o que esteja acontecendo, fica muito mais fácil fazer mudanças em sua vida. A dificuldade surge quando você se faz de mau. É comum pessoas que cresceram em lares que funcionavam mal acabarem se tornando super-responsáveis e adquirindo o hábito de se julgarem duramente. Por terem crescido em um ambiente cheio de tensão e ansiedade, gravaram em si mesmas mensagens como: “Deve haver algo de errado comigo”. Pense nas palavras que você usa quando se repreende. Talvez termos como burro, malcriado, inútil, desleixado, vagabundo, feio, preguiçoso, desfilam no pensamento Normalmente são xingamentos que ouviam na infância e ficaram gravados como padrões.

É muito importante você incentivar seu próprio valor, pois, quando alguém sente que não é bastante bom, encontra meios de se manter na pior das situações. Uma pessoa que pensa assim cria doenças e dor em seu organismo, adia coisas que poderiam beneficiá-la, ou, então, maltrata seu corpo com o abuso do álcool, fumo, drogas ou comida.

Pelo simples feto de sermos humanos, todos nós somos inseguros em uma ou outra área da vida. Precisamos aprender, acima de tudo, que não adianta fingirmos que somos perfeitos. Os que se auto impõem a obrigação de ser perfeitos criam uma imensa pressão sobre si mesmos, o que os impede de olhar para os aspectos de sua vida que precisam ser cuidados. Em vez de procurarmos a perfeição, devemos descobrir o que nos torna diferentes dos outros e apreciar nossa individualidade e as qualidades que nos distinguem. Temos um papel único a desempenhar nesta vida, e a crítica só serve para obscurecer nossa compreensão desse papel.





Gostou do artigo? Então ajude-nos a divulgar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>